Convite de Casamento

Aê mais um post na categoria música!

Gian

Quero analisar junto com você leitor a famosa música do Gian e Giovanni: Convite de Casamento. Eu sei que você já deve estar pensando “Aff, que brega”, mas aposto que conhece essa música e sabe cantar o refrão com certeza.

Vídeo com letra:

O tempo passou e eu sofri calado
Nao deu pra tirar ela no pensamento
Eu ia dizer que estava apaixonado
Recebi o convite do seu casamento
Com letras douradas num papel bonito
Chorei de emoção quando acabei de ler
Num cantinho rabiscado no verso
Ela disse meu amor eu confesso …

Estou casando mais o grande amor da minha vida é você

Essa música me fez refletir demais, primeiro temos nela um caso clássico de friendzoned. O cara cresce junto com menina, começa a gostar dela e não tem coragem para se declarar, ou então tem medo de perder a “amizade”. Daí sempre chega um cara de fora e conquista o coração da garota, e infelizmente nossa protagonista não encontrou outra paixão e vê o tempo passar sofrendo calado.

Depois há a terrível coincidência, quando finalmente depois de anos angustiado ele toma coragem para ir se declarar a mulher já estava de casamento marcado, e se ele tivesse tomado essa coragem um mês antes? Um ano antes? O preço da sua espera foi ver ser amor se casando com outra pessoa.

E por último e o que mais que incomoda nessa música, por que ela não está se casando com o grande amor da vida dela? Por que ela não contou para o nosso amigo que também gostava dele? Por que ela vai subir ao altar com esse outro?

A única explicação é que ela está grávida desse “outros braços que ela se aconchegou”. Eu consigo até imaginar ela escondida do noivo pegando o convite rabiscando no cantinho do verso.

Claro, aqui nesse blog não pode faltar a zueira, então vai aí uma “versão meme” engraçadinha da música =).

EduardoNascimentoTirinhadoLeitor15

Até uma próxima pessoal.

Anúncios
Vídeo

Esse cara sou eu.

 

Sou fã do Roberto Carlos, cresci ouvindo junto com minha mãe e tenho uma visão muito romântica sobre namoros, relacionamentos, romances…

Cresci aprendendo como tratar bem uma mulher, que a mulher que a gente ama merece o mundo inteiro e ainda sim não é suficiente.

Minha mãe também sempre disse que o rei Roberto sempre tem uma música pra gente, aquela que você vai se identificar. Ouvi muitas músicas dele, desde a Jovem Guarda, mas foi agora com essa música de 2012 que encontrei a música que me descreve.

A letra é poesia, e esse vídeo ficou acima bem legal também.

Mas aí, tem muita mulher que sonha com esse cara, mas não merece esse cara. Tem muita mulher que não vale nada, sonha com o príncipe encantado mas nem sabe como se como comportar igual à uma princesa.

Pior que isso, é a mulher que um dia teve esse cara e não valorizou. Tinha um cara que a amava e fazia tudo por ela, um cara que tinha tanto pra falar mas não encontrava palavras para dizer como era grande o amor que sentia por ela. Essa definitivamente não merece esse cara.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esse cara sou eu.